AULA 6 – Hardware Externo

COMPONENTES DE HARDWARE

Para fazer um estudo mais detalhado dos componentes vamos separá-los de acordo com sua localização no computador em relação ao gabinete.

 

HARDWARE EXTERNO

Componentes que ficam visíveis pelo usuário, localizados e instalados na parte de fora do gabinete do computador.

aula2_hardware_externo

Observação:

No caso de computadores móveis como notebooks, tablets e celulares alguns destes hardwares são embutidos na estrutura do gabinete.

 

 

MONITOR

É um dispositivo que recebe as imagens já processados pela placa de vídeo e faz a montagem da imagem a ser exibida para o usuário numa superfície bidimensional chamada tela.

A imagem montada pelo monitor é formada por um conjunto organizado de pixels.

PIXEL

É a unidade base de formação de uma imagem no computador, é a parte da informação visível ao usuário. Entre suas propriedades estão a cor, tonalidade, brilho, formato e profundidade (3D).

Um pixel é na realidade um conjunto de bits armazenados e processados pelo computador que associado a outros pixels formarão uma imagem exibida ao usuário por algum dispositivo de saída de vídeo como o monitor.

 

TIPOS DE TELA:

CRT (Obsoleto)

A tela é formada de um tubo de vidro preenchido de partículas de fósforo e outros componentes químicos.

Estes componentes reagem com a emissão de corrente elétrica e raios ultravioleta providenciada por um componente na base traseira do tubo, isto faz os íons de fósforo gerarem variações de feixes de luz e assim formando as imagens.

 

LCD

A tela é formada de várias camadas finas, de plástico e recheadas com cristal líquido.

O cristal líquido reage com a corrente elétrica que passa em vários eletrodos distribuídos em uma das camadas da tela e gerando luz “controlada” nos pontos precisos para formar a imagem.

 

PLASMA

Tela formada de duas camadas de vidro, entre elas existe uma outra camada de eletrodos arranjados em matriz. O espaço entre os eletrodos e as camadas de vidro é dopada de fósforo, xenônio e neônio em forma de gás.

Estes gases quando recebem corrente elétrica reagem se tornando um líquido (plasma) e depois voltando para estado gasoso, esta transformação carrega os eletrodos que liberam isto através de luz formando a imagem na tela.

 

LED

Tela formada de componentes eletrônicos luminosos chamados leds.

Estes leds são arranjados em forma de matriz numa das camadas tela e são comandados por uma placa de controle do monitor.

Estes leds acendem e apagam de modo totalmente controlado formando as imagens.

 

FORMATOS DE TELA

A proporção entre largura e altura das telas dos monitores qualifica o que chamamos de formato de tela. O formato também define como os pixels serão distribuídos na tela.

Temos:

Full Screen – 4: 3

Wide Screen – 16:9

Ultra Wide Screen – 21: 9

 

RESOLUÇÃO DE TELA

A quantidade de pixels máxima que uma tela do monitor pode organizar e mostrar defini quão precisa, real e resoluta a imagem será.

Ou seja, quanto mais pixels a tela do monitor puder representar, mais bonitas e nítidas as imagens poderão ser exibidas.

 

TECLADO

O teclado é um dispositivo composto de vários botões (teclas) que representam os símbolos do mundo real que usamos para representar informações, como letras, números, sinais de pontuação e etc.

Quando é pressionada uma tecla, um código correspondente ao símbolo é enviado para processador para que seja processado e enviado para um dispositivo de saída como um monitor.

O teclado é o principal dispositivo de entrada de dados e informações no computador e existem vários tipos no mercado.

 

MOUSE

O mouse é um dispositivo de entrada criado para trabalhar com softwares gráficos. A função do mouse é atuar como a nossa mão e dedos dentro do computador para que possamos interagir com as informações mostradas na tela.

Foi lançado em 1968 é só deixou o trono depois do lançamento das telas de toque.

Temos vários tipos de mouse no mercado, por padrão tem três botões e geralmente utiliza um laser para identificar a sua movimentação, chamado mouse óptico.

 

IMPRESSORA

A impressora tem a função de transformar uma representação lógica da informação dentro do computador em um objeto palpável do mundo real. Isto, seja através de letras e imagens impressas numa superfície plana (2D) como o papel ou até através de objetos impressos em 3D usando materiais plásticos, metálicos e etc.

É um dispositivo que tem várias aplicações e tipos. Ela acabou acumulando funções de outros dispositivos externos como os scanners e fotocopiadoras, se tornando um dispositivo multifuncional.

 

TIPOS DE IMPRESSORAS

 

IMPRESSORAS MATRICIAIS

As primeiras impressoras comercializadas. Utilizavam uma estrutura muito parecida com as máquinas de escrever.

O funcionamento é simples, entre a folha e a cabeça de impressão existe uma fita impregnada de tinta. A cabeça de impressão é formada de várias agulhas organizadas em uma matriz que batem na fita impregnada e atingem a folha onde formam as letras, números e outros símbolos que se queira imprimir.

É uma impressora com baixa resolução, utilizada para impressão de notas fiscais e textos em apenas uma cor, as fitas de impressão se desgastam e precisam ser trocadas com o tempo.

IMPRESSORAS JATO DE TINTA

Estas impressoras surgiram como evolução das matriciais.

Utilizam cartuchos (caixas) cheias de tinta líquida. Normalmente são dois cartuchos, um apenas com a tinta preta e outro com três cores (amarelo, ciano e magenta) cada cartucho tem um circuito que controla a sua vazão para a mistura de cores.

A cabeça de impressão trabalha junto com estes cartuchos para formar as imagens impressas através da combinação de milhares de gotas de tinta jateadas na superfície do papel.

É uma impressora de altíssima resolução, utiliza para impressão de fotos, imagens e textos coloridos. Os cartuchos se esvaziam com o tempo e precisam ser abastecidos ou trocados.

IMPRESSORAS A LASER

Estas impressoras substituíram a maior parte das impressoras das empresas.

Utilizam os toners, que são caixas cheias de tinta em pó. A impressora a laser monocromática usa apenas um toner com tinta em pó preta. Já as impressoras a laser coloridas utilizam geralmente 4 toners, um preto, um magenta, um ciano e amarelo.

A cabeça de impressão trabalha junto com um outro componente chamado fusor, que esquenta uma porção do pó que sai do toner até se transformar em líquido. A cabeça de impressora jateia esta tinta quente no papel para formar todas imagens e símbolos impressos.

São impressoras classificadas como econômicas e rápidas. São utilizam principalmente em empresas, escritórios e em ambientes domésticos.

Em relação a qualidade de impressão as impressoras de jato de tinta ainda são melhores. Porém em relação a velocidade de impressão as impressoras a laser são mais rápidas que as impressoras jato de tinta.

Outra questão é a economia, enquanto uma impressora pode imprimir aproximadamente 300 páginas com um cartucho comum, uma impressora a laser monocromática pode imprimir aproximadamente 2000 páginas por toner.

 

IMPRESSORAS MULTIFUNCIONAIS

Com o passar o tempo as impressoras acumularam a funções das fotocopiadoras e scanners, que antes eram dispositivos comprados separadamente.

Fotocopiadora, também chamada vulgarmente de máquina de XEROX por conta da empresa que criou este dispositivo. A fotocopiadora copia o conteúdo gráfico de uma superfície, geralmente de uma folha de papel, através de vários feixes de luz que passam sobre ela convertendo este conteúdo em informações digitais (digitalização) e depois pode imprimir o mesmo conteúdo em várias outras folhas de papel. Assim a fotocopiadora é também uma impressora.

Scanner tem funcionamento semelhante a fotocopiadora, porém ele apenas faz a leitura do conteúdo (digitalização) e repassa para as memórias do computador e não tem a opção de impressão.

As impressoras multifuncionais podem ser do tipo a laser ou jato de tinta.

IMPRESSORAS 3D

Estas impressoras tem a capacidade de construir objetos projetados através de programas de computador, usando matérias diversos como: plástico, metais e etc.

Estes materiais utilizados na impressão costumam estar disponíveis em fios e distribuídos em rolos de comprimentos variados chamados refis que alimentam a impressora 3D.

Graças as impressoras 3D, hoje podemos dizer que podemos imprimir um objeto como uma colher, uma caneca, uma arma e etc.

Estas impressoras são muito mais caras que as impressoras 2D que falamos antes, e já são realidade dentro de empresas e centros de ensino e pesquisa.

 

  • MEMÓRIAS FLASH REMOVÍVEIS

Dispositivos de memórias construídos com circuitos eletrônicos do tipo FLASH. Estes dispositivos podem ser conectados e desconectados do computador sem prejudicar seu funcionamento. Os maiores exemplos destas memórias são os pendrives e os cartões de memória.

  

PENDRIVE

Características:

  • Composto de microchips eletrônicos que armazenam dados mesmo sem estar conectados a alguma fonte de energia.
  • São pelo menos 10 vezes mais rápidos que mídias ópticas como os CDs e DVDs.
  • Existem PENDRIVE com várias capacidades de armazenamento.
  • Armazena 10 vezes mais dados que um DVD.
  • Usa uma porta de conexão USB do computador.

 

 

CARTÃO DE MÉMÓRIA

Características:

  • Menores e mais finos que o Pendrive.
  • Também são compostos de microchips eletrônicos.
  • Tem vários tipos e tamanhos e capacidades diferentes.
  • Alguns tipos são: SD, MICRO SD, FLASH CARD, M2.
  • Usados em minicomputadores portáteis, como: Tablets, Celulares e vídeo games de mão.
  • Tem a mesma capacidade de armazenamento que o PENDRIVE.
  • Usam leitores específicos acoplados ao gabinete do computador.